Fita para refrigeração: aprenda como evitar os perigos do improviso na instalação de ar condicionado

Sabemos que os improvisos são uma prática muito comum no Brasil. Independente de ser algo provisório ou não. Essas histórias são bastante conhecidas. Isso se deve a diversos fatores, tanto por falta de conhecimento, como por aprender com um mentor mais antigo que utilizava métodos antepassados para a realização do serviço. Infelizmente, o ramo de prestação de serviços, técnicos e pessoas novas na indústria de refrigeração, acabam caindo em velhos costumes e aplicando “gambiarras” em instalações.

Esses improvisos podem parecer uma solução rápida e barata para certos tipos de problemas. Mas, na verdade, representam um grande risco para o bom funcionamento das máquinas e. Principalmente, para a gestão da saúde e segurança dos ambientes instalados.

Afinal, um dos grandes problemas da “gambiarra” é a falta de confiabilidade. Quando uma solução desse tipo é adotada, não é possível garantir que ela funcionará corretamente ao longo do tempo. Isso pode resultar em falhas recorrentes e em novas intervenções improvisadas. Ou seja, criando um ciclo de instabilidade, gastos e insegurança.

Para evitar que essas situações aconteçam, contamos com fitas específicas para a instalação correta de ar condicionados e sistemas de refrigeração. Confira: 

Conheça as fitas para refrigeração Tectape

  • Fita de polipropileno aluminizada TECTAPE 302

A fita adesiva aluminizada é geralmente utilizada para acabamento, complemento de fixação, proteção, isolamento térmico e vedação em dutos de refrigeração e ar condicionado ou entre as unidades condensadora e evaporadora. 

Assim, a fita de refrigeração de Alumínio é composta de adesivo acrílico a base de Resina Acrílica, tornando a fita totalmente resistente a condições climáticas e impermeável. 

fita para refrigeração

  • Fita elastomérica TECTAPE 915

A Fita de Borracha Elastomérica é um dos melhores produtos para preencher espaços vazios em instalações de isolamento para Refrigeração e Ar Condicionado. Pois, é produzida com espuma de células fechadas de alta flexibilidade, revestida com adesivo acrílico sensível à pressão, garantindo ótima resistência à umidade, baixas temperaturas e ótima adesão inicial.

Por serem confeccionadas com o próprio material do isolamento, asseguram um perfeito funcionamento de todo o sistema, contribuindo para o desempenho do conjunto isolante. Afinal, esta fita é adesivada com cola de alta qualidade, e pode ser aplicada em qualquer instalação que já esteja isolada com tubos ou mantas de borracha elastomérica.

Bastante usada para: vedação e isolamento térmico de balcões frigoríficos, câmaras climáticas, vedação de caixilhos de esquadrias metálicas e nas emendas de tubo isolante elastomérico durante a instalação de ar-condicionado;

fita para refrigeração

 

  • Fita de PVC TECTAPE 910

Ademais, para fechar com chave de ouro, a Fita em PVC branca auto-aderente (não adesiva), é utilizada em acabamento de instalações de ar condicionado, proporcionando uma estética mais agradável na hora do acabamento, e uma durabilidade maior para o isolamento térmico. Com isso, ela isola as linhas de sucção e líquidos, reduzindo a perda de calor.

fita para refrigeração

Utilize as fitas Tectape para garantir segurança e eficiência em suas instalações para refrigeração

A vedação incorreta em instalações de ar condicionado e refrigeradores pode gerar grandes riscos para a segurança e saúde dos ambientes. Além disso, podem acarretar falhas recorrentes e insegurança. Contudo, contamos com as fitas de refrigeração adequadas para instalações corretas e eficientes. 

Contudo, Tectape oferece fitas especializadas para complemento de fixação, proteção, isolamento térmico e vedação, como a fita de polipropileno aluminizada TECTAPE 302, a fita elastomérica TECTAPE 915 e a fita de PVC TECTAPE 910. Certamente, essas fitas são ideais para acabamento, vedação e isolamento térmico de câmaras climáticas, dutos flexíveis, tubos isolantes elastoméricos, caixilhos de esquadrias metálicas, entre outros.

Entre em contato com nosso time de especialistas e conheça toda a linha Tectape!

Como armazenar cada caixa de fitas adesivas

Quando você compra uma caixa de fitas adesivas o armazenamento e distribuição das unidades é simples, mas quando o volume é maior e o giro é alto você deve preparar seu estoque com muito cuidado, por tanto, veja abaixo e fique a atento as 3 dicas que preparemos para você

Ausência de luz natural e umidade

Prepare seu armazém primeiro, você deve guardar a caixa de fitas adesivas em algum lugar longe da luz, principalmente das janelas. A luz ultravioleta pode até penetrar na embalagem com o tempo. Então, você deve guardar a fita em um local fresco e que tenha temperatura controlada entre 20 a 23°C. O local de armazenamento deve estar totalmente seco, pois a presença de umidade no ar pode contribuir para uma reação química. Apenas tire as fitas do local de armazenamento um ou dois dias antes da utilização, caso você transfira as fitas para um local inadequado por este período os efeitos positivos podem ser minimizados.

Separação por lote

Você costuma manter seu estoque sempre organizado, certo? O mesmo precisa ser feito com as caixas de fitas adesivas, por tanto você também deve armazenar sua fita de maneira que saiba quando cada lote foi entregue para poder usar a fita mais antiga primeiro e mantenha o número do lote sempre guardado, pois em caso de improváveis problemas técnicos ele será necessário. Deixe todos registrados.

Empilhamento da caixa de fitas adesivas.

Atenção, tenha muito cuidado com o empilhamento das caixas de fitas adesivas e não ultrapasse o limite estabelecido, pois certas fitas podem ser esmagadas e muito danificadas quando as caixas estão sobrecarregadas de peso.   Agora que você já sabe como armazenar e cuidar muito bem de seu estoque, saiba mais sobre as dicas de compra de fitas adesivas. Aproveite também e conheça as principais fitas adesivas industriais. 

Fitas multiuso: conheça algumas curiosidades e histórias

As fitas multiuso já existem no mercado a algum tempo e proporcionam um reparo de alta qualidade que não impacta negativamente na estrutura da máquina ou do equipamento. Um dos ótimos exemplos das fitas multiuso é a sua ampla aplicação no mundo da aviação.

Dentre os tipos de fitas existentes, os da Silvertec são utilizados pela NASA e considerados como os queridinhos da aviação pela sua alta qualidade e alta resistência a possíveis falhas. Este tipo de produto também garante a vedação de ambientes diversos, entregando a qualidade necessária aos mais diversos projetos.

Continue acompanhando a nossa publicação e saiba mais sobre as fitas multiuso!

 

As fitas multiuso e as suas características

 

As fitas multiuso foram criadas nos Estados Unidos na década de 1940 com o nome inicial de duct tape. Devido a sua principal finalidade, que era de remendar canos defeituosos, partidos ou quebrados — especialmente durante o inverno, quando o choque de temperatura prejudicava o material do cano.

Esta fita para remendar canos foi rapidamente expandida para outras áreas de atuação devido as suas principais características: ser forte o bastante para vedar e unir diferentes tipos de materiais; e ser impermeável.

Com uma camada externa de polietileno, um plástico altamente maleável, e uma trama de tecido de borracha natural, a duct tape rapidamente se transformou nas hoje conhecidas fitas multiuso.

Hoje em dia, por conta da diversidade de demandas, é possível encontrar vários outros tipos de fitas, específicas para certas finalidades de acordo com o cenário de aplicação.

 

As aplicações mais famosas 

 

Com tamanho sucesso deste produto, as aplicações começaram a surgir nos mais diversos cenários. Desde dutos de ar-condicionado e fechamento e fixação de pacotes e acessórios, essas fitas apresentam alto grau de qualidade.

  • Os dutos de ar-condicionado e ventilação utilizam de uma camada de vedação realizada com as fitas multiuso. Essa aplicação é tão famosa porque as fitas multiuso possuem uma camada adesiva resistente a variação de temperatura. Ou seja, ela evita que as partes do sistema quebrem e se soltem, mantendo os dutos limpos e auxiliando na passagem correta do fluxo de ar;
  • A vedação de canos em diferentes sistemas (como hidráulicos, pneumáticos ou hidrossanitários) foi o que deu a fama às fitas multiuso — e é um tipo de aplicação ainda bastante regular. Por sua característica de ser um ótimo isolante térmico, as fitas multiuso são aplicadas em canos com água aquecida, por exemplo, contribuindo para a eficiência e segurança do sistema.
  • As fitas multiuso também são amplamente utilizadas em emendas e reparos de um modo geral, principalmente para soluções simples e rápidas. As fitas possuem uma alta resistência a tração e eficiência na colagem em diversos tipos de materiais e superfícies;
  • Também são utilizadas de forma certificada na aviação. Como exemplo, o setor possui desde a década de 1960 um procedimento aprovado para que os mecânicos efetuem remendos e reparos rápidos em partes do avião. Muitas vezes, é difícil imaginar, mas as fitas multiuso são tão eficazes que podem ser aplicadas no revestimento de aviões, proporcionando segurança e reforçando sua proteção aos raios UV;

 

As fitas multiuso são utilizadas até pela NASA

 

Tamanha é a importância deste tipo de produto que surpreendentemente até astronautas da NASA já realizaram reparos no módulo lunar do projeto Apollo 13 em 1970 utilizando as fitas multiuso.

Contudo, depois de problemas elétricos na aeronave, eles foram obrigados a se alojar no módulo lunar e poderiam acabar intoxicados com CO2 pois o encaixe do filtro do módulo principal era redondo e o do módulo lunar era quadrado, logo não se encaixavam.

Depois de algumas discussões e soluções frustradas envolvendo papelão e sacos plásticos, conseguiram resolver tudo com as fitas. Assim, improvisaram na adaptação dos dois encaixes, utilizando o filtro de ar existente de encaixe redondo no módulo lunar de encaixe quadrado.

 

O passeio por Marte

 

As fitas multiuso foram utilizadas também em uma sonda enviada pela NASA para Marte, a fim de buscar vestígios de matéria orgânica e outros tipos de evidências da possível existência de vida no planeta vermelho.

Durante a operação da sonda, a fita liberou metano devido ao seu contato com os raios UV.

Então, como o metano é produzido em parte por seres vivos, a NASA investigou mais a fundo a presença deste gás em Marte e descobriu que era apenas a liberação ocorrida pela fita

 

Saiba mais!

 

A Day Brasil possui um amplo catálogo de produtos que oferecem os melhores níveis de qualidade e segurança, sempre entregando o melhor para o seu negócio. Entre em contato conosco e saiba mais sobre os tipos de fitas multiuso!

Quer conferir de perto o mix de produtos com os quais a Day Brasil trabalha? Basta acessar nosso catálogo de fitas multiuso!